InternetNão é difícil se deparar com um site ou outro sem funcionar. Um exemplo recente aconteceu nessa semana, quando alguns usuários da Oi Velox não conseguiram acessar blogs hospedados no Blogger. No caso, uma das soluções propostas pela própria Oi Velox foi a troca do servidor DNS padrão do provedor por um alternativo.

Mas antes de falar de outros servidores DNS, vale a pena lembrar pra que eles servem. Quando você digita o endereço de um site (como o Google.com), o que acontece, na verdade, é uma requisição ao servidor DNS para buscar o IP do site, que é uma sequência de números, algumas vezes dinâmicos e que por isso mesmo, seriam impossíveis de serem memorizados e digitados a toda hora.

E como você já deve saber, um servidor DNS é indispensável para acessar a internet. Mas de vez em quando, os servidores DNS fornecidos pelo próprio provedor apresentam problemas, deixando alguns ou até todos os sites indisponíveis. É aí que entram os DNSs alternativos.

Eles, além de serem uma alternativa e fornecerem mais estabilidade à sua conexão, também podem oferecer opções extras, como o monitoramento e o bloqueio de certos sites, que podem ser interessantes para certas empresas.

A própria Microsoft fornece instruções para alterar o DNS no Windows Vista/7 (passos 1, 2, 3 e 6), mas que são bastante semelhantes às do Windows XP. Se você precisa de dicas de servidores DNS para usar no seu sistema, a gente te recomenda os dois mais usados para tal coisa:

OpenDNS

OpenDNSO OpenDNS é o servidor DNS alternativo mais usado e conhecido, até por existir há um bom tempo (desde meados de 2006, pra ser mais exato). Além de trazer a estabilidade proveniente de servidores espalhados pelo mundo, ele traz, entre outras funções, correção automática de URLs, proteção contra phishing e bloqueio opcional de páginas relacionadas a pornografia, redes sociais ou vídeos.

Para usar o OpenDNS é necessário alterar o servidor DNS que a sua conexão usa para 208.67.222.222 e 208.67.220.220. Mas para usar as funções adicionais é necessário se cadastrar no OpenDNS.com e fazer outra configuração extra caso o IP de sua conexão seja dinâmico.

Google Public DNS

Google Public DNSJá o Google Public DNS, do Google (O RLY?), não tem muitas funções, se focando mais em segurança e rapidez, segundo a página do próprio. Também tem como uma de suas características não redirecionar o usuário para páginas de busca caso ele acesse um endereço inválido.

Se você é um fã do Google (ou não), e decidiu usar o DNS deles, deve alterar os DNSs da sua conexão para 8.8.8.8 e 8.8.4.4.

O OpenDNS e o Google Public DNS são os mais conhecidos, mas existem várias outras opções. A maioria delas podem ser vistas no abusar.org.


O Skype, apesar de ser principalmente usado entre os próprios skypers, também permite a integração com telefones convencionais, sejam eles fixos ou móveis.

Mas, para se fazer uma ligação para um telefone, é necessário pagar alguns créditos para o Skype. Mas e quando você, por emergência ou por pura sacanagem, quer apenas fazer uma ligação a cobrar?

O Skype não tem meios nativos de se fazer isso, mas usando a possibilidade de se ligar para números 1800 (os 0800 do EUA) pelo Skype, e um número provido pela Embratel, é possível sim fazer ligações a cobrar para o Brasil. Vamos às instruções?

1. Abra o Skype. (Meio óbvio, não?)

2. Se logue com o seu Nome Skype (ou então, crie um):

3. Clique em ‘Ligar para telefones‘:

4. Digite o número +18002831055 e clique em ‘Ligar‘. Para digitar o ‘+’ no teclado do próprio Skype, segure o botão ‘0’ durante alguns segundos.

5. Nos menus que se seguem, basta digitar 1 (para atendimento em português), 1 (Brasil Direto a cobrar), e o número do telefone para o qual você quer ligar, com o DDD incluso.

E pronto, provavelmente, você já deve estar fazendo a tal ligação.

Não consegui achar um lugar para saber o custo das ligações. Se alguém quiser ajudar, os comentários estão aí pra isso!


Os leitores mais assíduos do blog devem se lembrar que em setembro de 2007 o InfoBits publicou uma dica ensinando a inserir as últimas atualizações de um perfil do Twitter em seu blog. no WordPress.com. Apesar da dica estar até no FAQ do WordPress.com, ela era nada mais, nada menos, que uma gambiarra usando o widget de RSS do serviço.

Mas agora, o WordPress.com ouviu os apelos dos blogueiros e twitteiros mais exigentes e lançou um widget bem melhor do Twitter para os seus blogs.

Entre as vantagens, está a fácil configuração, e os links especiais, que redirecionam os @usuários e #hashtags para os seus devidos lugares.

Para adicionar o widget, vá ao menu ‘Aparência > Complementos’ de seu blog. Aí adicione o widget Twitter, configure-o para que ele mostre os seus tweets e aproveite!



Image via Wikipedia

Até há alguns meses atrás, o Windows Live Hotmail era muito precário em relação a recebimento e leitura de mensagens em outras plataformas. Você só podia encaminhar as mensagens para outro Hotmail, e só podia ler as mensagens no próprio webmail ou no Windows Live Mail. Mas isso parece estar perto de acabar.

Recentemente a Microsoft liberou geral em relação ao acesso POP3 ao Hotmail. O acesso, que já estava disponível para alguns países, agora parece que veio pra todo o mundo.

Pra configurá-lo, basta usar as credenciais abaixo:

Servidor POP: pop3.live.com (SSL ativado)
User name: seu email completo, incluíndo o domínio.
Senha: a sua senha
servidor SMTP: smtp.live.com (autenticação ativada)
TLS/SSL: ativado (porta 995)

Com essas credencias, você poderá receber as mensagens do seu Hotmail em um cliente no desktop (como o Thunderbird) ou em um webmail que suporte o recebimento de mensagens pelo POP3 (como o Gmail)

E uma pequena nota: pelo menos por enquanto, não é necessária nenhuma configuração no painel do Hotmail.


19le0-f74b9b5b9ca1879fd9afd859094fe9a349846aa5-original

Imagem por Paulo Higa (http://www.guiadopc.com.br)

Há poucos minutos atrás o Google teve um bug, considerado por muitos o maior de sua história.

Aproximadamente entre às 12:50 e 1:20, todas as pessoas que tentavam fazer uma busca no Google viam, abaixo de todos os resultados naturais¹, a inscrição ‘Este site pode danificar o seu computador‘.

Até pelo fato de ser um bug recente, o Google ainda não se pronunciou sobre o caso.

Em um post no seu blog, o Google informou que a falha foi causada por um erro humano, que fez com que o caractere ‘/‘ (presente em todas as URLs, fosse considerado como um malware.

UPDATE: O bug também afetou as contas do Gmail, fazendo com que mensagens de remetentes confiáveis acabassem caindo na caixa de spam. A recomendação é checar se não há nenhum ‘falso positivo’ na caixa de spam do Gmail.

¹ – Todos os resultados, exceto as posições compradas pelo AdWords.


É cada vez maior o número de vídeos disponíveis no YouTube. E também é cada vez maior o número de vídeos removidos do site. Dia após dia, as gravadoras e produtoras querem tomar conta de tudo o que podem no YouTube, inclusive em alguns casos bem estranhos, como o da FOX, que bloqueou um vídeo que mostrava uma manutenção da Rede Globo apenas por ter trechos do filme Nova York Sitiada.

Fugir dessas restrições é fácil, basta escolher um outro site que hospede vídeos, e se divertir com os seus uploads. O problema é para achar todos os vídeos, já que cada pessoa escolhe um serviço diferente.

E é pra resolver esse problema que existe o Google Video. O site do Google funciona como uma busca global de vídeos, buscando em sites como Veoh, Vimeo, Videolog e DailyMotion, além, é claro, do YouTube e do seu próprio acervo.

E é clara a diferença entre o acervo de buscas do Google Video e o acervo do YouTube é grande. Como exemplo, buscamos o vídeoclipe da música Enjoy The Silence, da banda Depeche Mode. O tal vídeoclipe é de propriedade da Warner Music Group, que recentemente removeu os seus vídeos do YouTube, devido a uma discordância com o site de vídeos. A diferença das buscas entre o Google Video e o YouTube é grande:

Como se pode ver, no YouTube apareceram apenas shows ao vivo e covers da música. Já no Google Video, foi possível encontrar o vídeoclipe original da música. =D

E para ajudar você a começar a fazer as suas buscas no Google Video,  você pode clicar aqui e adicionar a busca do Google Video no seu Firefox, Opera e Internet Explorer 7 ou + .


Ontem o WordPress.com adicionou na sua galeria de temas o seu primeiro novo tema de 2009, o Grid Focus.

É um tema limpo e simples de três colunas, com funções que alguns blogueiros deverão gostar:

  • Duas sidebars: Muito mais espaço para os seus widgets.
  • Blavatar na home page: O ícone azul presente no tema é automaticamente substituído pelo seu blavatar, caso você tenha um.

Aproveite!




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.